O que não escrever em um texto científico jurídico

Categoria: Pesquisa científica jurídica Publicado: Quinta, 27 Julho 2017 Escrito por Tatiana Mareto Silva

Boa tarde, leitores e leitoras.

Todo ano oriento trabalhos científicos variados que se mostram desafios de diversas maneiras distintas. Porém, algumas similitudes entre eles acabam por demonstrar dificuldades comuns aos estudantes de graduação que, muitas vezes, não possuem experiência em pesquisa científica ou na produção de textos científicos. Pensando nisso, decidi escrever alguns rabiscos sobre o tema, visando apenas esclarecer e auxiliar aos futuros cientistas. Hoje, falarei da clareza de comunicação e sua importância.

Leia mais:O que não escrever em um texto científico jurídico

Sem preconceito

Categoria: Pesquisa científica jurídica Publicado: Quinta, 27 Julho 2017 Escrito por Tatiana Mareto Silva

A discussão de hoje sobre trabalhos acadêmicos foca na busca por referências bibliográficas teóricas em pesquisa jurídica. Esse é um tema recorrente nas aulas e tenho percebido algum preconceito entre professores (não exatamente pesquisadores) que reproduzem concepções antigas e desatualizadas da ciência.

Leia mais:Sem preconceito

Texto original ou texto inédito?

Categoria: Pesquisa científica jurídica Publicado: Quinta, 27 Julho 2017 Escrito por Tatiana Mareto Silva

A postagem de hoje vai para quem tem dúvidas quanto a que seja originalidade e/ou ineditismo do texto, principalmente relacionado a trabalhos acadêmicos como TCC e monografias. É apenas uma dica que serve para uma diferenciação básica.

Leia mais:Texto original ou texto inédito?

Sobre as fontes de pesquisa!

Categoria: Pesquisa científica jurídica Publicado: Quinta, 27 Julho 2017 Escrito por Tatiana Mareto Silva

Quando comecei a me aventurar no Direito, a pesquisa jurídica era quase sempre limitada à leitura e releitura de obras e teorias já publicadas. Quase todo trabalho que eu via ser elaborado era uma versão requentada do mesmo que já existia. Havia uma prisão formalística das fontes de pesquisa e um discurso exigido que fazia com que todos os textos parecessem iguais. Claro que, vivendo em uma cidade do interior sem programas de pós-graduação stricto sensu, eu não podia mesmo ter contato com as pesquisas mais interessantes do universo jurídico.

Leia mais:Sobre as fontes de pesquisa!